Garanta a Eficiência de Seu Equipamento de Litotripsia Extracorpórea

17/08/2017

Garanta a Eficiência de Seu Equipamento de Litotripsia Extracorpórea

Há vários parâmetros operacionais que afetam diretamente a eficiência de um procedimento de Litotripsia Extracorpórea por ondas de choque eletrohidráulicas, desde o eletrodo que é usado nos tratamentos até a sistemática de localização do cálculo durante os procedimentos. Encontra-se descrito, abaixo, cada um destes fatores e o que deve ser feito para anulá-los. 

ÁGUA

A água usada para encher o elipsóide num tratamento de Litotripsia Extracorpórea deve ser destilada e misturada com soro fisiológico na proporção de 10 unidades de água para 1 unidade de soro fisiológico (10:1). Isto garante que a água usada possua as características adequadas para que a descarga elétrica que gerará a onda de choque tenha seu máximo rendimento. Esta água deve ser trocada diariamente, uma vez que partículas de eletrodos são suspensas na mesma após os tratamentos, alterando suas características. A água de torneira não é aconselhável porque suas características são muito variáveis e desfavoráveis para se obter máximo rendimento na geração de ondas de choque.

FOCO

Os refletores usados para a geração de ondas de choque eletro-hidráulicas possuem o formato elipsoidal. Esta forma geométrica se caracteriza por possuir dois focos, F1 e F2, dispostos de tal maneira que a soma das distâncias de cada foco até qualquer ponto da curva elíptica é sempre constante. Esta é a propriedade básica que permite que a energia da descarga elétrica em F1 seja convergida por meio de uma onda mecânica para F2. Sendo assim, deve-se tomar o devido cuidado com os seguintes fatores:

  1. ELETRODOS: os eletrodos são projetados de tal maneira que a descarga elétrica seja feita em F1. Um desvio significativo (maior que 1mm) de F1 faz com que a onda de choque não seja convergida em F2, diminuindo a eficácia do tratamento. Portanto, é importante que se use eletrodos que garantam a descarga em F1. Ao se recondicionar eletrodos (prática comum e não recomendada), é importante prestar atenção nas distâncias entre os pólos do mesmo, assim como sua posição relativa em relação a F1. O espaço entre os eletrodos deve ser localizado exatamente em F1. Quando apenas se aproxima um dos pólos até o outro, a posição do espaço entre os eletrodos estará localizada fora de F1, prejudicando a eficiência do equipamento;
  2. POSIÇÃO DE F2: Deve-se fazer a calibração do foco F2 a cada procedimento, para garantir que o cálculo a ser rompido seja posicionado exatamente em F2. A sistemática de calibração depende de cada equipamento.

ELETRODOS

Os eletrodos são um importante fator na eficiência de equipamentos de Litotripsia Extracorpórea. Além de suas características geométricas vistas no item anterior, suas características elétricas são vitais para a maximização do rendimento na geração de ondas de choque. Os materiais usados possuem características de condutividade que influenciam diretamente na descarga elétrica que gera a onda de choque. Portanto, muito cuidado deve ser tomado ao comprar os eletrodos que serão usados nos tratamentos de Litotripsia Extracorpórea.

Nota: Deve-se sempre verificar a regulagem dos Eletrodos em relação ao ponto focal no final de cada procedimento.

GERADOR DE ONDAS DE CHOQUE

O gerador de ondas de choque constitui o principal elemento na geração de ondas de choque. Ele deve possuir as características originais. A maioria dos geradores usados em equipamentos eletro-hidráulicos possui um dispositivo eletrônico que transfere a energia armazenada no gerador para o eletrodo. Este dispositivo eletrônico garante a máxima eficiência na transferência desta energia. Quando se troca este dispositivo por atuadores mecânicos de transferência de energia, a eficiência do equipamento cai drasticamente. Portanto, antes de trocar um gerador, verifique com seu fornecedor se ele é eletrônico ou mecânico.

MANUTENÇÃO

A manutenção dos equipamentos de Litotripsia Extracorpórea deve ser efetuada por pessoal especializado. Só assim é possível garantir que outros parâmetros de geração das ondas de choque funcionem de forma apropriada. Muitas vezes o equipamento é submetido a manutenções de pessoal não especializado. Aparentemente o equipamento funciona, mas nota-se uma queda de eficiência do mesmo devido a não serem respeitados os parâmetros de funcionamento adequados.

PROCEDIMENTO

Vários cuidados devem ser tomados durante o tratamento, dentre eles: 

  1. FOCO: como mostrado acima, a cada procedimento deve-se verificar se o foco F2 está calibrado para garantir o correto posicionamento do cálculo; 
  2. BOLHAS DE AR: é muito comum encher a elipse e não se certificar se há bolhas de ar dentro da mesma. Caso isto ocorra, a onda de choque não é transferida ao cálculo, não havendo rompimento do mesmo. Portanto, é necessário, ao encher a elipse com água, garantir que não há bolhas de ar na mesma;
  3. GEL DE CONTATO: O gel de contato entre a membrana e a pele do paciente é muito importante para a maximização da transferência da onda de choque para o cálculo a ser rompido. Caso haja pouco ou nenhum gel, a onda de choque poderá ser dissipada na superfície da membrana ao entrar em contato com o ar;
  4. VERIFICAÇÃO DO POSICIONAMENTO DO CÁLCULO: o operador deve verificar, durante o tratamento, se o cálculo está localizado em F2 em dois planos diferentes (geralmente 0 º e 30 º para localização por RX) periodicamente. A freqüência de verificação depende do quanto o paciente está se mexendo. Na média, deve-se verificar o posicionamento do cálculo a cada 500 disparos.

Para maximização da eficiência dos equipamentos de Litotripsia Extracorpórea, todos os fatores descritos anteriormente, sem exceção, devem ser levados em consideração. Alguns fatores influenciam mais, outros menos, mas a somatória de todos pode levar a uma queda drástica de eficiência. Muitas vezes, por problemas de eficiência, o médico chega a comprar um novo equipamento, sendo que isto não é necessário uma vez que é perfeitamente possível manter as características originais do mesmo. Para mais esclarecimentos, entre em contato com a Engemed.

Voltar